[CES 2018] LG se concentra em ir além da tela, com novas tecnologias de TVs inteligentes

A CES 2018 vai aos poucos chegando ao fim, mas as novidades apresentadas foram tantas, que passaremos o ano comentando e acompanhando os lançamentos e o desenvolvimento de tecnologias apresentadas na feira. A LG é uma das empresas que sempre apresenta coisas novas e interessantes em suas diversas frentes de mercado, sendo que no segmento de TVs, trouxe algumas novidades bem legais, como a introdução da tecnologia de inteligência artificial (IA) ThinQ e de um moderno processador de imagem em sua mais nova linha de smart TVs, inclusive em suas TVs OLED e SUPER UHD. A ThinQ permite a implantação de centenas de comandos de voz utilizando a própria plataforma inteligente e aberta da companhia, além de serviços de IA de outras empresas.

1lgces18thinq2.jpg

Graças à funcionalidade de IA integrada das TVs, os clientes da LG podem falar diretamente no controle remoto e, com isso, aproveitar todos os recursos da tecnologia de assistente de voz existente hoje. As TVs com ThinQ da LG também funcionam como hubs de smart home, oferecendo acesso a outros produtos do gênero, como aspiradores de pó robô, condicionadores de ar, purificadores de ar, lâmpadas inteligentes, alto-falantes inteligentes e muitos outros dispositivos capazes de conectarem-se à TV via Wi-Fi ou Bluetooth.

E com o novíssimo processador ? (Alpha) 7 movendo as TVs OLED líderes de mercado da companhia, os consumidores poderão experimentar uma melhora na qualidade da imagem.

 

Entretenimento com Inteligência

A tecnologia ThinQ da LG oferece uma experiência interativa aprimorada em todos os novos modelos de TVs OLED e SUPER UHD da empresa, utilizando Processamento de Linguagem Natural (NLP, na sigla em inglês) para oferecer controle ativado por voz e conectividade inteligentes baseados na DeepThinQ, a tecnologia própria de deep learning da LG. Seu processo de configuração foi bem simplificado, permitindo que os usuários conectem consoles e soundbars externos com facilidade e rapidez. Os usuários podem buscar informações, imagens ou vídeos com conteúdos específicos usando a voz para fazer solicitações ao controle remoto da TV, como "mostre todos os filmes com o ator tal” ou “mostre vídeos de yoga”.

3lg-thinq-zone-1.jpg

As TVs LG com IA ThinQ dão suporte a serviços baseados no Guia Eletrônico de Programação (EPG, na sigla em inglês), oferecendo informações em tempo real ou mudando para o canal que ofereça o conteúdo solicitado. Também é possível pedir para a TV “buscar a trilha sonora deste filme” ou “desligar a TV quando o programa terminar” sem repetir o nome do programa ou inserir uma hora específica.

 

Em busca da perfeição em qualidade de imagem

Se tem uma coisa que todas as fabricantes de TVs procuram é alcançar a perfeição na qualidade de imagens. É o que a LG busca com o mais novo processador inteligente ? (Alpha) 7, que promete oferecer imagens realistas com cores incrivelmente ricas, com nitidez e profundidade para maior realismo. Capacidades avançadas de mapeamento fazem com que as cores fiquem mais próximas do que nunca do conteúdo original. A nova versão do algoritmo de correção de cor oferece cores muito mais naturais, aumentando em sete vezes as coordenadas de referência de cor, se comparadas à versão anterior. O processador ? (Alpha) 7 dá suporte a uma alta taxa de quadros (HFR, na sigla em inglês), produzindo imagens em movimento mais regulares e claras a 120 quadros por segundo, oferecendo melhor conteúdos cheios de movimento, como esportes e filmes de ação. Graças ao novo processador de imagem, as TVs OLED da linha 2018 da LG conseguem exibir qualquer conteúdo com a máxima qualidade.

2lgces2018thinq3.jpg

Um elemento central inovador do ? (Alpha) 7 é seu processo de quatro passos de redução de ruídos que tem o dobro dos passos das técnicas convencionais. Esse algoritmo possibilita mais precisão na redução de ruídos, melhorando a clareza das imagens afetadas por artefatos inconvenientes e permitindo uma renderização mais efetiva de gradações suaves.

Em 2017, a LG conseguiu um feito significativo em sua altamente ambiciosa missão de produzir a imagem definitiva para TVs LCD por meio de suas TVs SUPER UHD com Nano Cell. Ao combinar as tecnologias Nano Cell, a iluminação de fundo FALD e o processador ? (Alpha) 7, a TV SUPER UHD 2018 da LG oferece inúmeras vantagens tecnológicas, como pretos mais profundos, melhor renderização de imagens, maior detalhamento de sombras e cores precisas de ângulos de visualização amplos.

A TV SUPER UHD com FALD deste ano permite zonas mais densas de iluminação de fundo em torno do display, ao contrário da iluminação nas bordas que coloca as luzes de fundo nas bordas atrás do painel da TV. A tecnologia da LG melhora os níveis de preto e as dimensões da imagem ao ligar e desligar de forma independente cada lâmpada LED, eliminando a perda de detalhes de sombra e o sangramento de luz, o que resulta em mais contraste e profundidade.

 

Experiência cinematográfica HDR 4K

As TVs OLED e SUPER UHD 2018 da LG são suporte ao formato Advanced HDR da Technicolor, expandindo o legado de compatibilidade com a maioria dos formatos HDR mais populares – do Dolby VisionTM, um formato premium, ao HDR10 e HLG (Hybrid Log-Gamma) – para dar acesso à maior variedade de conteúdos HDR de alta qualidade.

A Dolby Vision oferece uma solução completa incluindo ferramentas de gradação de cores, conteúdos, tecnologia de distribuição e motor de mapeamento de display inteligente e está disponível em todas as TVs OLED e SUPER UHD da LG.

“A LG está sempre buscando inovar no mercado de entretenimento em casa e, juntos, a tecnologia LG ThinQ e o processador ? (Alpha) 7 entregarão uma experiência de assistir TV sem igual na indústria”, diz Brian Kwon, presidente da LG Home Entertainment Company. “Na LG, nosso interesse é melhorar os estilos de vida do usuário e sua conveniência, o que nossas TVs 2018 fazem muito bem.”


Fonte: LG Electronics