Jailbreak para iOS 10 é finalmente lançado, mas com limitações

Apple tem uma batalha ingrata contra os desenvolvedores independentes. Por mais que a gigante de Cupertino tente fechar as portas do seu sistema operacional móvel a pratica do Jailbreak continua viva, até mesmo com o atual iOS 10.

O italiano Luca Todesco foi o autor da façanha há tempos aguardada pelos usuários que apreciam mais liberdade no uso do iPhone ou iPad. Batizada de Yalu, a ferramenta garante o Jailbreak para o iOS na versão 10.1.1. E também há uma limitação de funcionamento apenas nos modelos iPhone 7/7 Plus e iPhone 6s/6s Plus, além do iPad Pro, com promessa de suporte para mais modelos em breve.

Vale recordar que Todesco revelou ter conseguido quebrar a proteção da Apple ainda no mês de julho, mas preferiu deixar para liberar somente agora, provavelmente para amadurecer a ferramenta e buscar segurança quanto as brechas que a Apple poderia ou não fechar após a fase inicial de liberação do iOS 10.

 
 

Um detalhe importante a se observar é que o desenvolvedor alerta para o estágio ainda inicial da ferramenta que desbloqueia iPhones com Cydia Impactor, recomendando que apenas usuários com conhecimentos avançados façam a instalação, sob risco de tornar o dispositivo em um peso de papel. Além disso, todas as vezes que houver reinicialização do sistema, também será necessário reaplicar o Yalu, para o qual nesse momento o Cydia Substrate ainda não está adaptado.

Do lado da Apple temos a resposta com a notícia de que o iOS 10.1.1 deixou de ser assinado pela empresa assim que foi liberada a versão 10.2. Essa última também na mira de Luca Todesco e de outros desenvolvedores independentes para aplicação do Jailbreak completo.

Mas se diante de todas essas informações desencorajadoras você ainda estiver obstinado a aplicar o Yalu no iOS 10.1.1, basta acessar a página do desenvolvedor com um clique na fonte (mais abaixo).

Fonte: Yalu