BBB no carro? Motorista é banido do Uber por transmitir suas corridas

Já sonhou fazer parte de um reality show? E se você pudesse participar de um mesmo sem saber? Isso é o que estava acontecendo na cidade de St. Louis, nos Estados Unidos, onde um motorista de Uber foi pego transmitindo todas as corridas que realizava.

Jason Gargac, motorista do aplicativo, foi acusado de ter gravado as mais de 700 corridas que fez pelo app. Gargac transmitia as corridas no Twitch e mostrava sem censuras os rostos e as conversas tidas com todos os passageiros, que foram desde astros da música, como o guitarrista da banda Alice in Chains, Jerry Cantrell, até jovens e crianças.

De acordo com Gargac, as filmagens eram feitas com o intuito de mostrar a sua rotina e como aconteciam as corridas realizadas, mostrando a naturalidade das interações entre seus passageiros e ele. No entanto, as filmagens aconteciam sem o consentimento dos usuários e os poucos que notavam a presença das câmeras, eram respondidos com a desculpa de que elas estavam ali por motivos de segurança.

"Eu tento capturar interações naturais entre eu e os passageiros – o que uma corrida no Uber e no Lyft é de verdade”, disse Gargac ao jornal Post-Dispatch.

uber-e1525887352225.jpg
Imagem: DeFato Online

Apesar do estado do Missouri, onde fica a cidade de St. Louis, não ter leis que condenem de fato a atitude de Jason Gargac, o Uber fez questão de desligar o motorista da plataforma, dizendo que seu comportamento foi “problemático” e que este não está de acordo com os padrões da comunidade.

O Lifty, outro aplicativo de transportes que Gargac dirigia, também resolveu suspender o motorista e condenou a ação. Já o Twitch, onde o motorista fazia a transmissão, apagou todos os vídeos do usuário e divulgou que não permite o compartilhamento de conteúdo que invada a privacidade de outros indivíduos.

E você, acha que a atitude de Gargac foi aceitável ou a punição deveria ter sido mais dura?

Autor: Philipe Farias