Apps do Google chegam ao Windows Store, mas não como esperávamos

Depois de ter dado as caras com o Google Chrome na Windows Store e logo depois ter o app banido pela própria Microsoft, o Google nunca demonstrou muito interesse em levar as suas soluções de forma oficial para a loja de aplicativos do Windows, que engloba tanto o mundo dos PCs, quanto o dos tablets e dos remanescentes smartphones.

Caso você não se lembre do caso que eu citei acima, aqui vai uma breve explicação. Há um tempo atrás o Google colocou o Google Chrome na Windows Store, porém, ao contrário do que é visto nas outras aplicações da loja, o botão de download da seção do app não baixava uma versão do navegador e sim encaminhava o usuário para a página comum de download do browser – tal qual você tivesse digitado “Chrome” no Google e acessasse o primeiro link. Resultado? A Microsoft não gostou muito da brincadeira e retirou o aplicativo da sua loja.

Com essa rixa e a falta de interesse por parte do Google, alguns de seus aplicativos acabam sendo representados na loja por clientes não oficiais, como é o caso do YouTube, por exemplo. O problema é que essa representatividade é baixa e os usuários da plataforma que gostam de usar as funções em forma de app acabam ficando desamparados.

google-apps-1024x575-870-96.png
Imagem: Digital Pixel

Ficavam, pois agora graças a desenvolvedora 11K Studios alguns outros apps da gigante de Mountain View chegaram a loja do Windows, de forma não oficial, claro. São eles os sete: Fotos, Drive, Mapas, YouTube Gaming, Documentos, Planilhas e Apresentações. Com promessas de outros no futuro.

Sendo a maioria dos citados disponíveis apenas para computadores com Windows 10, o Google Mapas e o Youtube Gaming também estão disponíveis para os ainda fortes e resistentes usuários do Windows Mobile, sendo que o último não está disponível para a versão brasileira da loja.

É válido ressaltar que por se tratarem de clientes extraoficiais das aplicações do Google, o funcionamento dos apps é diferente e trazem anúncios, afinal, alguém precisa colocar comida na boca dos filhos ou pelo menos na sua. Mas fique tranquilo, os anúncios em grande parte não são invasivos e não prejudicam tanto a usabilidade.

No entanto, como se tratam de aplicações de terceiros, não sabemos se o Google vai permitir a permanência deles ou vai retira-los. Confira o download das aplicações logo a seguir.

 

Autor: Philipe Farias

Fonte: Tudo Celular