Facebook Experience: Um lugar para conectar

O Facebook realiza nesta quinta-feira, 09 de novembro, pela primeira vez na América Latina, o Facebook Experience: Um lugar para conectar. O evento acontece em São Paulo e permite experimentar e obter informações sobre produtos da empresa, com destaques para as ferramentas Jobs e Watch, ainda não disponíveis no Brasil. Participamos da sessão exclusiva para imprensa realizada no período da manhã e contamos agora tudo o que rolou.

 

Um lugar para conectar, experimentar e saber mais sobre Facebook

A experiência começa com uma rápida palavra do Vice-presidente do Facebook e do Instagram para América Latina, Diego Dzodan, que dá as boas-vindas e fala um pouco sobre o evento.

Liberada a entrada, nos deparamos com um circuito de atividades, onde são demonstrados os principais produtos do Facebook, conforme detalharei abaixo.

Como parte da programação, aconteceu também um keynote da Deepti Doshi, executiva que lidera o time global de parcerias com comunidades no Facebook. Ela falou sobre a missão do Facebook e apresentou as ferramentas e iniciativas mais recentes do Facebook para ajudar no desenvolvimento de uma infraestrutura social e dar às pessoas o poder de construir comunidades.

img-20171109-104202001.jpg

A executiva mostrou também como a ferramenta de Grupos tem sido usada para criar conexões significativas e como organizações e pessoas têm adotado essas ferramentas ao redor do mundo, citando inclusive cases brasileiros.

Por falar em grupos, ferramentas e produtos, vamos falar um pouco sobre o circuito de experiências.

1.  Grupos: Os Grupos no Facebook criam comunidades e conexões significativas, permitindo se conectar aos mais diversos temas. Alguns responsáveis de grandes comunidades brasileiras estavam à disposição para conversar sobre seus grupos e trocar ideias sobre a ferramenta.

2. Instagram: Atualmente a grande queridinha dos usuários brasileiros, permite a expressão e inspiração, oferecendo um espaço onde pessoas e negócios se conectam por meio de paixões, experiências e interesses comuns. No circuito, um cenário com cata-ventos foi montado, onde era possível tirar fotos ou fazer um Boomerang, ferramenta de captura de vídeos curtos e animados, desenvolvido para o Instagram (ainda que seja possível compartilhar o resultado com qualquer plataforma).

Como bônus, também estavam presentes empreendedoras que utilizam o Instagram como negócio, vendendo brigadeiros e donuts através do serviço. Para os presentes foi uma demonstração deliciosa de como o Instagram pode ser bem utilizado profissionalmente.

3. Facebook Live: A ferramenta permite transmitir vídeos ao vivo diretamente do celular. Além de um profissional do Facebook para conversar sobre o serviço, também era possível fazer lives num pequeno estúdios montando no local.

4. Instant Games No Messenger: Esta é uma funcionalidade do Messenger que eu ainda particularmente ainda não tinha experimentado, apesar de já ter sido lançada por aqui há alguns meses. Diretamente do aplicativo Messenger, sem precisar instalar mais nada, é possível jogar e convidar amigos para um partida em uns dos mais de 50 jogos disponíveis. Ótima maneira de puxar assunto ou passar o tempo enquanto espera uma conversa.

img-20171109-115250069.jpg

5. Vídeos 360: Duas atividades foram disponibilizadas para testar os vídeos 360 graus no Facebook. Uma cabine circular com projeções 360 nas paredes e óculos de Realidade Virtual com uma experiência num simulador de montanha-russa do Beto Carreiro World.

6. Facebook Camera: O aplicativo de câmera do Facebook permite compartilhar fotos, textos e vídeos cheios de gracinhas, seja no Feed de Notícias, em Sua História ou pelo Direct. São vários efeitos, molduras, máscaras e efeitos de Realidade Aumentada para brincar. Na experiência, mais um cenário para fotos foi montado, com efeitos reais.

7. Questões Complexas: Esta experiência consistia na oportunidade de bater um papo com executivos e profissionais do Facebook Brasil sobre assuntos complexos, como, por exemplo, como o Facebook ajuda a combater o terrorismo, o que deve acontecer com a identidade digital de uma pessoa quando ela morre, dentre outras coisas.

 

Novidades

O evento como um todo foi interessante, porém destacam-se três experiências, onde novidades, algumas que nem chegaram ao Brasil, foram apresentadas.

 

Segurança

Começamos com algo que já tem sido trabalhado pelo Facebook a nível global, que é como a empresa trata a segurança das pessoas. Profissionais do Facebook falam sobre o desenvolvimento de Padrões da Comunidade, que definem o tipo de conteúdo que é permitido ou não na plataforma.

O Facebook também trabalha com especialistas para desenvolver recursos que auxiliem as pessoas sobre temas como bullying e prevenção ao suicídio.

Além disso, uma novidade está sendo lançada no Brasil, em conjunto com a Cyber Civil Rights Initiative (CCRI) e Safernet Brasil; uma guia com informações, dicas e conselhos para qualquer pessoa que possa se deparar com conteúdo abusivo relacionado ao compartilhamento de imagens íntimas não consensuais (IINC), também conhecidas como pornografia não consensual ou “pornografia por vingança”.

Uma cartilha bem interessante, com o conteúdo da guia, foi distribuída no evento, com o título “Sem meu consentimento, não”.

 

Jobs

Uma das novidades mais interessantes lançadas pelo Facebook, mas ainda disponível apenas nos EUA, Canadá e México, sem previsão de lançamento no Brasil.

Trata-se de um recurso que permite o usuário se candidatar a vagas de emprego diretamente pelo Facebook, de forma fácil e rápida.

 

Watch

Por fim, temos o que os polêmicos chamaria de “YouTube Killer”, ou seja, uma plataforma de vídeos totalmente integrada ao Facebook. Por enquanto o serviço está sendo testado apenas nos EUA, sem data prevista para chegar ao Brasil.

img-20171109-114351624.jpg