Review | Caixa de Som Bluetooth Bottle

ti-pontos-positivos.png
ti-classificacao1.png

Todos nós temos, em maior ou menor grau, uma relação com música. Por isso, aplicativos de streaming se tornaram uma verdadeira febre, felizmente substituindo a febre do MP3. Assim, os equipamentos para a reprodução de áudio se tornam cada vez mais importantes, sendo que é cada vez mais comuns que as pessoas tenham em casa, no trabalho e em tantos outros lugares pelo menos uma caixinha de som Bluetooth, que fazem companhia nos momentos de relaxamento ou agitam os churrascos de fim de semana.


Por isso, desta vez trazemos uma análise de um dispositivo do tipo, que embora não seja um modelo novo, ainda se destaca pelo design, qualidade e versatilidade. Estamos falando da caixa de som Bluettoth Samsung Bottle, que embora tenha sido lançada há mais de um ano, ainda pode ser encontrada no mercado brasileiro.


1-design.png


Gosto de começar nossas análises pelo design, já que quando pegamos qualquer aparelho seu visual é o que mais no chama a atenção, seja positivamente ou negativamente. No caso da Samsung Bottle, a primeira impressão não poderia ser melhor. Com um design positivamente diferenciado, que lembra uma espécie de garrafa (daí o nome), com uma alça de transporte na parte superior, a caixa de som, compacta, não só cabe em qualquer lugar, como se encaixa em qualquer decoração, fazendo bonito.


1-design.jpg


Fica ainda mais bonita quando o LED colorido (16 milhões de cores), na metade superior do dispositivo, é acionado. A luz pode ser atividade tanto pelo aplicativo Lux Manager da Samsung, quanto por botões localizados nas bordas da central de controle de som, na parte de cima, onde estão também os botões Play/Pause e Volume, que também servem para avançar/retroceder faixas, bastando para tanto segurar os botões +/-.


2-design.jpg
 
2-som.png


Estamos falando de uma caixa de som, sendo assim, mesmo com um excelente design, não podemos nos esquecer que sua principal funcionalidade é a reprodução de áudio. 



3-som.jpg

A qualidade sonora é modesta. Não é ruim, muito longe disso, porém não dá pra classificar como ótima ou excelente. Porém, dois pontos principais chamaram minha atenção. A primeira em relação ao volume, que poderia chegar a um nível mais alto. Claro que volume e qualidade são bem superiores aos nossos singelos smartphones, assim como a maioria das caixinhas xing-ling encontradas por aí, mas não dá pra contar com a caixa da Samsung para animar uma festa, a menos que estejamos falando de uma pequena reunião com amigos. Mas é de se entender que este nem é o objetivo do aparelho, que é um acessório portátil e pessoal.


4-som.jpg


Talvez justamente por conta da sua portabilidade, o grave deixa a desejar também, o que sentimos bastante em músicas com o baixo mais evidente. 


3-recursos.png


Como já dissemos acima, a Samsung Bottle conta com um recurso extra, um LED colorido, com 16 milhões de cores que combinadas permitem criar efeitos incríveis. 


5-recursos.jpg


As formas de interação com o LED são variadas. Ao balançar o dispositivo, por exemplo, a cor da luz muda. É possível também controlar a intensidade do brilho, apertando o botão de acionamento do LED.


Porém é com o aplicativo Lux Manager da Samsung que podemos explorar de verdade as possibilidades da luz da caixa de som.


6-ilustracao-materia-48.png


Assim que abrimos o aplicativo, podemos escolher diversas tonalidades de cores para a luz, de acordo com o ânimo e ambiente. Tons verdes, por exemplo, para ajudar a descansar, ou amarelos, para levantar o ânimo, ou azuis para acalmar. 

Ao clicar no botão menu do aplicativo somos apresentados a diversas opções de controle.


7-ilustracao-materia-15.png


1 Minha Cor – Permite personalizar as nossas cores favoritas, de acordo com nossas preferências de tonalidade e brilho.

 

2 Desligar automaticamente – Podendo ser usada como uma luminária, o dispositivo permite criar um ambiente agradável para o sono. Aqui a função Sleep Timer é bem-vinda, desligando automaticamente luz e música após um tempo definido.


3 Gerenciador de conexão – Exibe os aparelhos disponíveis e pareados com o aplicativo. 


4 Onda de luz e 5 Luz oscilante – são efeitos bem parecidos, onde o brilho e cores ficam oscilando ou se alternando de formas diversas.


8-ilustracao-materia-17.png


6 Luz com música – as cores e brilhos reagem as músicas que são executadas pela caixa de som.

 

7 Modo de vela – a cor e brilho ficam “piscando”, imitando a chama de uma vela.


8 Configurações – permite buscar novos dispositivos para conexão, renomear dispositivos, ativar e desativar as funcionalidade de movimento e exibe informações sobre versão do software, licenças e manual do usuário.


4-conec.png


Como já vimos, para uma caixa de som portátil, a Samsung Bottle é bem servida em termos de conectividade, contando com conexão Bluetooth 4.0, que funcionou muito bem em todos os aparelhos testados, nas mais diversas marcas, conector 3.5 mm e micro USB para carregamento da bateria, sendo que além disso, o dispositivo também possui suporte a carregamento wireless, através da sua base.


5-bateria.png


A Samsung promete uma autonomia de bateria de até 8 horas apenas com som ou apenas luz, ou aproximadamente 4 horas com som e luz ligados. Durante o uso real, não chegamos a esses números, ainda que o resultado não tenha ficado tão abaixo. Dependendo do perfil de uso, é possível usar a caixa de som para ouvir músicas por mais de 6 horas tranquilamente, e ainda usar um pouco do LED para fazer uma graça por alguns minutos. 

LED e som ligados também tem uma duração que varia de acordo com brilho e função de luz, podendo chegar facilmente a aproximadamente 3 horas.


ficha-tecnica.png