Só tela! Conheça o smartphone que está nos sonhos da Samsung

Tal qual a corrida espacial disputada entre Rússia e Estados Unidos durante a segunda metade do século 20 onde o objetivo principal era ser reconhecido como pioneiro na exploração do espaço, a batalha entre as maiores fabricantes de smartphones do mundo nos dias de hoje é ser reconhecida como a companhia que traz o aparelho com a menor quantidade de borda.

Apesar da comparação pífia, o fato é verdadeiro e as empresas do ramo têm como sinônimo de inovação e qualidade a menor quantidade de bordas possíveis nas telas de seus dispositivos. Algumas empresas como Apple, Asus e quem sabe até mesmo a Motorola, trazem a solução para seus consumidores através da implantação do notch. Outras, como a Samsung, permanecem firmes e tentam a cada nova geração de smartphones diminuir cada vez mais as bordas inferiores e superiores.

vivo-nex-1.jpg
Vivo Nex S e a sua câmera que saltitante – imagem: Androidcentral

O fato é que quem domina atualmente essa área são as empresas chinesas, que já conseguem trazer smartphones com aproveitamentos de tela tão altos que até mesmo as câmeras frontais tiveram que ser acopladas em pequenas peças mecânicas que saem de dentro do dispositivo quando ativadas, como é o caso do Vivo Nex e do Oppo Find X.

Mas as marcas mais conhecidas por aqui não parecem estar à vontade com essa desvantagem e tem planos audaciosos quando o assunto é um smartphone sem borda. De acordo com vazamentos ocorridos em dezembro do ano passado e janeiro desse ano, a Samsung estaria planejando o seu primeiro smartphone totalmente sem bordas, que é conhecido até então pelo nome de Galaxy Z.

ultimate-samsung-galaxy-12.jpg
Imagem: Android Headlines

O suposto aparelho, como você pode ver na renderização acima, traria literalmente nenhuma borda e a sua tela se estenderia em totalidade em direção a todos os lados possíveis do smartphone. Em um dispositivo como esse os sensores de proximidade e luminosidade ficariam abaixo da tela, os alto falantes deixariam de existir com o som sendo emitido através do próprio display e a sua câmera frontal, ao contrário do que você está pensando, não seria acoplada a um motor como visto nos modelos chineses.

A câmera para selfies ficaria junto aos sensores e seria posicionada abaixo da tela. Quando ativada, os pixels localizados na área da câmera seriam desligados e seria possível a lente “enxergar” através do visor.

As expectativas para que vejamos em breve um aparelho como esse não são muito altas, uma vez que após resolver como esconder todos os sensores e câmeras abaixo da tela, a Samsung teria que dar um jeito de tornar o dispositivo funcional, visto que com uma tela assim seria difícil arranjar um lugar para apoiar o celular e evitar um toque acidental, por exemplo.

Noticias sobre o suposto Galaxy Z podem surgir nos próximos meses ou até mesmo no próximo ano, mas o seu lançamento não deve acontecer, se acontecer, antes de 2020.

 

Autor: Philipe Farias