Verizon ignora recall forçado da Samsung e manterá Galaxy Note 7 funcionando

Apesar do todo o sucesso envolvendo o lançamento do Galaxy Note 7 há poucos meses, vimos que os problemas de construção que geraram diversas explosões custaram muito caro para a Samsung. O detalhe curioso é que mesmo após a insistência da fabricante coreana para o recall de todas as unidades, muitos usuários ainda persistem em manter o perigoso aparelho. Por isso, a fabricante tomará uma medida drástica, mas não com a ajuda da operadora norte-americana Verizon.

Samsung anunciou há alguns dias que irá liberar uma atualização para impedir a recarga do Galaxy Note 7, ou seja, inutilizar completamente o dispositivo para obrigar os usuários a realizarem a troca por outro aparelho seguro. O detalhe é que a Verizon discorda dessa nova estratégia e disse que não vai liberar esse tipo de atualização para seus clientes. E o argumento foi de que muitos poderiam ser colocados em riscos sérios caso o único smartphone em suas mãos deixe de funcionar.


note7de.jpg

Em um comunicado oficial na página da operadora lemos:

"Verizon não vai participar nesta atualização devido ao risco adicional que isso pode significar para os usuários do Galaxy Note 7 que não possuem outro dispositivo. Nós não vamos liberar uma atualização de software que irá eliminar a capacidade do Note 7 funcionar como um dispositivo móvel no coração da temporada de férias. Nós não queremos que seja impossível entrar em contato com a família ou os profissionais médicos em uma situação de emergência."

Ainda segundo a Verizon, a maioria dos seus clientes que compraram o Galaxy Note 7 já realizaram a troca por outro dispositivo. Para os demais que ainda persistem com o dispositivo a operadora continuará trabalhando com a promoção que oferece até US$ 100 de crédito para a aquisição de um novo dispositivo.

E então, você concorda com a Verizon? Ou talvez pense que o risco de causar um acidente na festa natalina da família seja real e prefira avalizar a postura da Samsung.